Translate

domingo, 26 de janeiro de 2014

Culturas Nacionais como Comunidades Imaginárias


Parece muito difícil
De entender este assunto
Ao ler o conteúdo
Parece que tá tudo escuro
Mas usando uma lanterna
Vimos luz no fim do túnel.

E as ideias antes confusas
Aos poucos se clareou
Lendo o texto de Stuart Hall
Nosso grupo conversou
E com versos bastantes simples
Um poema elaborou.

A identidade nacional
É a fonte principal
Da identidade cultural
Das pessoas em geral
Essa ideia iluminamos
Com uma lanterna genial

Mutos outros elementos
São agregados a esta fonte
Como a língua, por exemplo
Ela é social, é uma ponte
Formando em nossa nação
A identidade cultural, tão importante

A cultura nacional
É a junção das diferenças
Numa única identidade
É a base da nossa vivência
A identidade cultural não nasce com a gente
É formada de acordo com a nossa convivência.


Zezinha Lins


Apresentação do trabalho sobre o assunto usando como suporte, um poema popular.
Objeto a ser inserido na apresentação: uma lanterna)
Inadequações proposital, uso da licença poética

Nenhum comentário: